3 de maio de 2010

Perdeu o prazo para fazer a inspeção veicular em SP? Dá para regularizar a situação

SÃO PAULO – O prazo para que os proprietários de veículos com placa final 1 realizem a inspeção veicular obrigatória terminou na sexta-feira (30). A obrigação é exclusiva para carros da cidade de São Paulo. Mas muitos deles não devem cumprir o prazo, como ocorreu no ano anterior. Caso isso aconteça, porém, é possível ficar em situação regular neste ano.

Aqueles que perderem o prazo podem agendar e realizar a inspeção a qualquer momento até o dia 31 de dezembro, quando o calendário da vistoria deste ano termina.

Consequências 

Apesar de poder fazer a vistoria, os que perderam o prazo correspondente à placa de seu veículo terão o licenciamento bloqueado, automaticamente, mesmo aqueles que já renovaram o documento neste ano. Além disso, se forem flagrados circulando com o veículo irregular, estarão sujeitos a multa de R$ 550.

De acordo com a Controlar, assim que a vistoria é realizada, o licenciamento é liberado automaticamente. A empresa ainda afirma que, mesmo os que perderam o prazo, mas realizarem a inspeção ainda neste ano, não terão de arcar com a tarifa de desbloqueio. Isso acontecerá caso o condutor não faça a inspeção até 31 de dezembro.

Processo para agendar não muda

Mesmo quando o condutor está fora do prazo, o processo de agendamento é o mesmo. O condutor deve acessar o site da Controlar – empresa que administra a inspeção na cidade – , imprimir o boleto, efetuar o pagamento e esperar 72 horas para agendar a inspeção, também por meio do site www.controlar.com.br.


Aqueles que forem reprovados na vistoria poderão reagendar a inspeção em 30 dias, gratuitamente. A tarifa é de R$ 56,44 para quem está com a inspeção do ano passado em dia. Quem não realizou a vistoria em 2009 terá de arcar com a tarifa de desbloqueio de veículo, de R$ 44,18, além do custo obrigatório.


Créditos da informação: http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2010/05/03/perdeu-o-prazo-para-fazer-a-inspecao-veicular-da-para-regularizar-a-situacao.jhtm

Datas de inspeção pelo final das placas.

  • Final 1 – De fevereiro a abril
  • Final 2 – De março a maio
  • Final 3 – De abril a junho
  • Final 4 – De maio a julho
  • Final 5 e 6 – De junho a agosto
  • Final 7 – De julho a agosto
  • Final 8 – De agosto a outubro
  • Final 9 – De setembro a novembro
  • Final 0 – De outubro a dezembro

Matéria da Revista 4 Rodas - Novembro de 2009

"Na vistoria oficial, antes de qualquer coisa, o veículo passa primeiro por checagem que verifica a compatibilidade do automóvel com o cadastro do Detran no que se refere a cor, combustível, categoria, marca e modelo. Qualquer irregularidade já faz com que o veículo seja rejeitado. Depois parte-se para a pré-inspeção visual, que verifica se há funcionamento irregular do motor, emissão de fumaça visível branca ou preta, vazamentos aparentes (de óleo, combustível ou água), alteração do sistema de escapamento (corrosão, furos ou falta de componentes). De novo, se houver algum problema aqui, ele é rejeitado. Nesses casos, emite-se sempre o relatório de inspeção."



"Aí sim, passadas as duas primeiras pré-inspeções e caso o veículo seja aprovado, começa a inspeção visual, que começa como estado dos itens de controle de emissões. Verifica-se se o sistema PCV (ventilação positiva do cárter) está ausente ou danificado e se sua fixação e mangueiras estão irregulares. Depois é checado o sistema EGR (recirculação de gases do escape) e o cânister. Em seguida é analisado o estado geral e a fixação do catalisador. As verificações seguintes são da conexão elétrica de senda lambda, do sistema de injeção de ar secundário e da fixação da bomba. Caso haja registro de pelo menos uma irregularidade, o veículo é reprovado, mas, mesmo assim, será submetido à etapa seguinte, a da emissão de gases."

RUÍDO SERÁ MEDIDO:

Entre a inspeção visuale a de emissão de gases, a partir deste ano (2010) o veículo pode ser selecionado ainda para passar poor outra verificação, a do nível de ruído, como forma de prevenir também a poluição sonora. A previsão é que os veículos que transportam até nove passageiros só possam emitir até 95 decibéis na dianteira e 103 decibéis na traseira. Para realizar a medição, que em um primeiro momento deverá ter caráter apenas de orientação, deverão ser posicionados microfones ligados a um decibelímetro perto do motor e do escapamento. Por enquanto, ainda não está definida a norma técnica sobre como isso será realizado.

MANUAL DA REVISÃO

REPROVA:

O que reprova o carro na vistoria
* Vazamento de óleo ou de água
* Furo no sistema de escapamento
* Falta de algum componente do escapamento (como o catalisador)
* Emissão de fumaça branca ou preta (o correto é emitir um gás quase incolor)
* Emissão de poluentes acima do permitido

ATENÇÃO:

Pode reprovar, mas depende do caso
* Junta da tampa de válvulas umedecida de óleo
* Coifa do câmbio umedecida de óleo
* Furo muito pequeno no escapamento

ESCAPA:


O que muita gente acha que reprova, mas não é avaliado na inspeção
* Motor sujo
* Água pingando do sistema de ar-condicionado
* Lâmpada queimada
* Lanterna quebrada
* Pneu careca


Site da Controlar: http://www.controlar.com.br/

Inspeção veicular no site da prefeitura de SP: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/inspecao_veicular/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as regras:

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- O espaço dos comentários não é lugar para pedir parceria;
- CAIXA ALTA e miguxês não serão tolerados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;


OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.